Posted in:

Como adaptar os treinos ao ciclo menstrual

Em alguns dias do mês você se sente muito disposta, confiante e animada, mas em outros fica sem ânimo e só quer permanecer deitada? Essa situação é completamente normal e as alterações hormonais do ciclo menstrual são as responsáveis por isso.

Assim, quem segue uma rotina de treinos costuma sofrer com essa questão, pois o desânimo acaba prejudicando esse hábito. Mas nem tudo está perdido! É possível ajustar a prática de atividades físicas de acordo com a menstruação.

Pensando nisso, trouxemos neste artigo algumas maneiras de adaptar os treinos ao ciclo menstrual. Dessa forma, você consegue manter o hábito saudável e, ainda, aliviar problemas como TPM e cólicas. Confere só!

Pegue leve na fase folicular

A fase folicular compreende o início da menstruação, desde o primeiro dia, até a pré-ovulação — levando de 12 a 14 dias. Nessa etapa, os níveis de progesterona e estrogênio são reduzidos.

É a partir disso que ocorre a menstruação, pois esses hormônios em baixa são responsáveis por promover a descamação do útero. Assim, nos primeiros dias o fluxo é mais intenso, a gente se sente inchada e indisposta.

Além disso, podem surgir as cólicas, que tornam todo o processo ainda mais cansativo e doloroso. Contudo, não precisa pausar os treinos durante esse período! Basta que você pegue leve nos exercícios, escolhendo atividades mais agradáveis e menos intensas.

Dessa forma, você consegue respeitar os limites do seu corpo e manter a saúde. Aliás, para atravessar esse período de um jeito mais tranquilo, é importante se alimentar direito e beber muita água.

Treinos mais intensos na fase ovulatória

Enquanto nos primeiros dias da fase folicular a disposição é pouca, na fase ovulatória é totalmente diferente. Quer dizer, já no final da fase folicular, o ânimo dá uma melhorada. Isso significa que você está entrando na fase ovulatória.

Ela compreende o período fértil e a pós-ovulação e você pode apostar em exercícios físicos mais intensos, que demandam força e resistência. A produção de alguns hormônios no organismo serve como uma injeção de ânimo nesse momento.

Além de tudo, essa fase é uma oportunidade para quem pretende ganhar massa muscular! Portanto, investir em treinos mais pesados é interessante. Inclusive, esse é o momento ideal para fazer aqueles agachamentos bem executados, pois a força dos quadríceps aumenta.

Aposte nos aeróbicos na fase lútea

A fase lútea envolve as duas últimas semanas do ciclo menstrual. Ou seja, ela acontece depois da ovulação, quando o organismo forma o corpo lúteo — terminando em gravidez ou uma nova menstruação.

Podemos dizer, então, que a fase lútea é quando ocorre a temida TPM, que pode deixar a gente com retenção de líquidos, seios inchados e dores. E as alterações hormonais desse período costumam promover um gasto calórico maior.

Sendo assim, durante essa fase você pode incluir os aeróbicos na sua rotina de exercícios, sempre lembrando de manter a alimentação balanceada. Essa é uma forma interessante de adaptar os treinos ao ciclo menstrual, se o seu objetivo é a perda de gordura.

O ciclo menstrual é um período de altos e baixos na vida das mulheres. Contudo, ainda que pareça difícil se manter ativa alguns dias, dá para ajustar a prática de atividades físicas com essas variações hormonais que acontecem.

Portanto, basta adaptar os treinos ao ciclo menstrual, ter uma alimentação equilibrada, beber bastante água e conhecer os limites do próprio corpo, para conseguir lidar com isso de um jeito mais tranquilo.

Gostou deste conteúdo? Os seus treinos já são adaptados ao seu ciclo menstrual? Fala aqui nos comentários!

Compartilhe nas redes sociais!

Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.