Posted in:

Ginástica Laboral: conheça mais sobre essa prática

Dores provocadas por má postura e esforços repetitivos no trabalho podem diminuir a qualidade de vida dos funcionários, bem como o rendimento deles. Afinal, é difícil conseguir ser produtivo sentindo incômodos, né?

Nesse sentido, a empresa perde bastante quando os colaboradores sofrem com esses problemas. Assim, se você tem um negócio, é importante investir em alternativas que promovam o bem-estar dos seus funcionários, pois isso vai refletir diretamente no desempenho deles no trabalho.

Uma maneira eficaz de proporcionar mais saúde aos colaboradores da empresa é a ginástica laboral. Ela pode ser aplicada tanto por fisioterapeutas, quanto por profissionais de educação física. Quer conhecer mais dessa prática? Continue a leitura! A seguir, falamos mais sobre ela.

O que é ginástica laboral?

A palavra laboral significa “relativo ou pertencente ao trabalho”, portanto, a ginástica laboral nada mais é do que a prática de exercícios realizados pela empresa no próprio ambiente de trabalho, ainda durante o expediente.

Ela tem como principal objetivo descontrair e proporcionar mais disposição aos funcionários, colaborando com o bem-estar deles, por meio de técnicas de alongamento da cabeça, tronco e membros, respiração e correção postural.

Além disso, são exercícios bem práticos, uma vez que levam de 10 a 15 minutos — afinal, ocorrem durante o horário de trabalho. Portanto, podem ser realizados diariamente, algumas vezes na semana ou conforme as disponibilidades da empresa.

Quais são os benefícios da prática?

Por serem exercícios de baixo impacto e intensidade, podem ser realizados por qualquer pessoa. Por isso, um dos benefícios é, justamente, o fato de todos os colaboradores poderem participar da ginástica laboral.

Outras vantagens que a prática oferece são as seguintes:

  • protege contra doenças ocupacionais (como estresse, ansiedade, lesão por esforço repetitivo etc.);
  • diminui a sensação de cansaço no fim do dia;
  • melhora a concentração dos funcionários;
  • aumenta o condicionamento físico, resistência e postura;
  • promove descontração e diminui o tédio no trabalho.

Não bastassem todos esses benefícios para a qualidade de vida dos colaboradores, a empresa também sai ganhando! Isso porque um funcionário motivado trabalha mais rápido e tem um desempenho muito melhor. Resumindo: a produtividade é superior.

Quais os tipos de ginástica laboral?

Existem vários tipos de ginástica laboral e cada um deles foca em determinados objetivos. Por isso, é importante conhecer as classificações, a fim de executar a que melhor se adapta às necessidades dos funcionários. Confira as modalidades e para que servem:

  • Preparatória

Como o próprio nome sugere, o objetivo da ginástica laboral preparatória é, justamente, preparar o colaborador para a jornada de trabalho. Portanto, são exercícios realizados no início das atividades e duram, em média, 12 minutos.

Por isso, essa modalidade de ginástica laboral costuma trabalhar a coordenação, concentração, flexibilidade, resistência muscular e o equilíbrio para garantir mais disposição durante o expediente.

  • Compensatória

Sabe as dores na coluna, devido à má postura? Ou aquelas decorrentes de esforços inadequados? A ginástica laboral compensatória serve para ajudar nisso! Ela acontece durante o horário de trabalho e colabora com o alívio de tensões musculares.

Nesse sentido, ela utiliza exercícios de alongamento, respiração e postura para promover o bem-estar do funcionário.

  • De relaxamento

Bem como diz o nome, essa ginástica laboral serve para deixar os colaboradores relaxados, amenizando o ritmo do trabalho. Por esse motivo, ela costuma acontecer no final do expediente.

Assim, são usados exercícios de meditação e respiração, além de massagens, para diminuir o estresse, tensões e, ainda, tornar as relações mais tranquilas entre os funcionários.

  • Corretiva

A ergonomia errada pode prejudicar os colaboradores. Assim, a ginástica laboral corretiva surge para combater e diminuir esse problema, que causa dores musculares, na coluna ou articulações, por exemplo.

Então, os exercícios utilizados são, principalmente, os de alongamento, servindo tanto para promover o fortalecimento, quanto para encontrar um equilíbrio muscular. Além disso, podem ser realizados todos os dias por cerca de 10 minutos.

  • De compensação

A ginástica laboral de compensação acontece nos intervalos do expediente, como uma maneira de amenizar a monotonia do trabalho e reparar os movimentos repetitivos, bem como a postura errada.

Portanto, ela conta com exercícios de alongamento, respiração e posturais, que deixam os colaboradores mais dispostos para completar o expediente.

Além de todos esses exemplos, ainda temos outras modalidades de ginástica laboral, como a terapêutica, preventiva e de manutenção.

Enfim, deu para notar a importância dessa prática para os funcionários e a empresa, né? Uma companhia que oferece ginástica laboral aos colaboradores, mostra que se importa com o bem-estar deles.
Dessa maneira, eles se sentem mais valorizados e motivados a desempenhar suas atividades da melhor forma.

Gostou deste post? Compartilhe nas redes sociais e faça com que outras pessoas conheçam a ginástica laboral também!

Compartilhe nas redes sociais!

Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Por Suplementos Forma

Avatar

O Blog Suplementos Forma é especializado em testar suplementos alimentares. Contamos com mais de 1.200 relatos de suplementos nacionais e importados. Confira as melhores dicas de uso e experiência das 55 melhores marcas nacionais e importadas.

89 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.